O que fazer?

10 outubro, 2013


Boa tarde eternos leitores desse paraplégico blog!

Ultimamente recebi alguns pedidos de ajuda por pessoas que pretendem migrar pra Salvador, e vou ser sincero:
Não voltei pra Brasília por motivos financeiros, nem familiares, muito menos por saudade da secura infernal dessa cidade, nem em busca de vadiagem cargo público… Enfim, voltei pois a querida e inesquecível Salvador foi largada e esquecida por todos os setores do poder público.

Do que adianta ganhar bem e ser assaltado dentro do shopping (http://goo.gl/UGSxeS) e não ter onde gastar?

De ir a praia e ter mais da metade da orla marítima poluída e ainda por cima ser enganado pela Prefeitura que acha que esgoto faz curva, sim meus amigos, vcs tem 5km de faixa poluída, dai mágicamente tem 0,5mk de faixa limpa e mais 10km de faixa poluída pelo esgoto que até hoje não foi tratado?

De cozinhar 2/3 dias esperando uma simples troca de transformador de alta tensão porque a concessionária energética vem fazendo o que quer e o que não quer desde a época do Grande Painho.

De ir trabalhar com medo de ser engolido pelas águas da chuva onde até a via litorânea alaga?

Bom, sinto falta dos baianos, das baianas inclusive as do Acarajé, da cerveja gelada na beira da praia (limpa), do sorriso desse povo fuderoso… 

Bom meus amigos, já já fazem 2 anos que sai da terra do dendê e de lá pra cá não recebo notícias muito animadoras.

Então meu conselho geral para quem pretende migrar pra Salvador é: Não vá! Ou então, saiba que não será fácil, nem seguro, mesmo com todo o dinheiro no bolso, independente do bairro do que se pretenda morar, quem migra pra algum lugar vive a cidade, e não a casa.

Um abs!
Sr. Perdido.

Encontrado em Brasília.

14 dezembro, 2011


É isso ai galera, depois de todo esse tempo Perdido nas maravilhas de Salvador, decidi voltar pra Brasília. Devo muito pra cidade que deixei, foram maravilhosos 5 anos de crescimento, mas, não deu mais.

Ainda não decidi o que será do Perdido, mas prometo que ele nunca sairá do ar. (Salvo a WordPress saia do ar.. rs)

Abs!
Ex-Sr. Perdido


Pausa para a cultura:

Tem mais aqui: www.osmaiscomedias.com.br 


“Um carro caiu do sétimo andar do prédio da Receita Federal, no Caminho das Árvores, no final da Avenida Tancredo Neves, em Salvador, por volta das 8h desta terça-feira, 17…”

Segundo as autoridades, Uma mulher dirigindo um fiesta com as duas filhas, estava dando uma ré no estacionamento e perdeu o controle, quebrando a mureta de proteção (leia-se semi parede) e caindo para o segundo andar.

Ainda não se sabe o motivo dessa barbeiragem homérica. (eu aponto DNA como motivo.)

E ainda tem gente que reclama desse post aqui.

Confira matéria direto da fonte.  

Digaí Negão!

23 março, 2011


Em tempos de classe média, explosão econômica (explodiu tanto que não sobrou nada no meu bolso), Mariazinha captando 1 milhão e meio pra fazer blog (Filha da…), alagamento aeroportuário (Só se vê na Bahia) e o milagre da importância (duvidosa, diga-se de passagem) americana dada ao Brazil, eis que a Ong Maria Preta fez a mais irreverente das saudações:

“Ó paí, botô pa fudê vú mizeravão!”


“Carro em exposição leva duas multas em Salvador”

Motivo? Sem placa e estacionado em local inapropriado. (Dentro de um stand que fica dentro do aeroporto)

Achou estranho? Pior ainda o fato deles quererem rebocar o carro que com certeza, tinha autorização da Infraero para estar exposto.

O fato inteligente: Só eles conseguem multar um carro sem placa.

Fonte: http://migre.me/46g8V

Eleições 2010

3 outubro, 2010


Domingo de eleição, não da pra correr do colégio eleitoral, como eu decidi não transferir o meu voto, principalmente por não ter acompanhado a história política daqui e por ser contra o antigo hábito de encher a cara de manguaça nesse dia, como ja era de costume aqui na Bahia e agora foi oficialmente liberado, o me restou justificar.

Primeiro me deparo com uma ladeira enorme, com uns 30º de inclinação e meio km de subida, e ja nessa ladeira, vejo a descarada e velha boca de urna, nem em feira livre se é tão assediado para fazer algo, da ladeira até a porta do colégio é assim! Só faltou o carro de som, mas a quantidade de cabos entregando santinhos é maior que a de panfleteiros em dia de promoção conjunta de todos os supermercados da Bahia, e a PM? Tava la, como quem não via nada, não sabia de nada…

Dentro do colégio escuto (Duas mulheres conversando):
” -Venha cá coisinha, você voto ni quem pra deputado?
– Ói, eu nun gravei numero de ninguem não, sai chutando até aparecer algua coisa, nun lembro mar não.
– Oxi mulhé, e porque nun voto no Ilto 50?
– Quee nada, eu lá lembrava.
– E pra governadô?
– Ai foi Jaquisi Wagné (Escuta-se bem assim)”

Enquanto isso torço pra Sr.ª esposa do ex-dono de Brasília não ser eleita pela maioria cega.

Vamo nessa Brazíu (porque o Brasil ja se foi.)


Andando pela cidade, dá pra ver a comunicação em massa da TranSalvador (Antiga SET, também conhecida como Serviço de Engarrafamento de Trafego, e é fato de que quando eles estão de greve a cidade flui mais) informando sobre a nova lei que obriga o uso de cadeirinha no banco traseiro para crianças de até 7 anos e meio, até ai tudo bem e muito bem!

O grande problema é:

Como ja citei em alguns posts, uma das coisas que logo se nota aqui em Salvador, é que “não existe lei de transito”, não existe pois os motoristas não seguem, e os responsáveis pela fiscalização não fiscalizam, vai desde mais da metade não saber o que é seta (ou sinalização como dizem aqui), passando pela grande maioria que fala “dias” no telefone enquanto dirige, o não uso de cinto de segurança, o esquecimento da função de uma faixa de pedestres até carregar 5 pessoas na carroceria de uma pickup, dirigindo sem cinto de segurança, tomando cerveja (conhecido como comendo água) as 12hs em uma terça (não festiva), cruzando a cidade toda. Dai eu me pergunto: Fazer essa campanha toda pra que???

Agora vejam um texto que recebi de um baiano, falando sobre os  motoristas baianos, que é uma pura realidade (é grande mas vale a pena):

Guia Rápido para Dirigir em Salvador

Robson Oliveira (baiano)
Vindo à capital da Bahia a passeio e tendo que se adaptar ao jeitinho baiano de dirigir, não se assuste. Em Salvador você verá atrocidades; você duvidará que o motorista que violentamente insiste em lhe expulsar da pista goza de boa saúde mental; você não entenderá como nós soteropolitanos, famosos no mundo por não se estressarem, nos transformamos em seres raivosos quando estamos ao volante. Não fazemos por maldade, guiamos preocupados apenas com o centro do universo, nós mesmos, os baianos, os piores motoristas do Brasil. As lições vão lhe ajudar no trânsito de Salvador.

1ª Lição: Faixas Inúteis. A pintura de faixas, quando existe, não serve para absolutamente nada. Nós não sabemos exatamente para que a via foi dividida em faixas. Passamos de uma faixa para outra, rodamos sobre as faixas “seguindo os pontinhos” como se não quiséssemos nos perder… e em qualquer curva preferimos a tangente, mesmo que a faixa ao lado esteja ocupada por algum “leso”. Acostume-se, esqueça as faixas, sinta-se livre.

2ª Lição: Parar Já. Paramos onde e quando precisamos; às vezes até ligamos o pisca alerta. Todos podem esperar um pouco. Na rua onde mal passa um carro, que diferença podem fazer cinco ou dez minutos parado até que “voinha” desça da casa de “mainha”? Se o carro da frente parar, tenha paciência, espere até que ele decida seguir ou, também é permitido, buzine alucinadamente para extravasar sua raiva, sabendo que não vai adiantar. Desconte no próximo, pare também onde e quando quiser, aqui pode.

3ª Lição: Setas Invertidas. Não temos idéia do que passava na cabeça de quem colocou aquelas luzinhas amarelas que piscam quando nossos filhos mexem naquela alavanca inútil que fica próxima ao volante. Às vezes acionamos sem querer a luzinha que pisca na esquerda ou na direita. Se desejamos ir para a esquerda, vamos, não importa se a tal luz amarela está piscando, muito menos se pisca do lado certo. Seta é coisa de carioca “isperto”, nós não precisamos de seta para guiar. Nunca sinalize em Salvador, você poderá desviar a atenção do baiano que vai ao seu lado.

4ª Lição: Meter o Terço. Metendo um terço do seu carro na frente do baiano que teria a preferência você automaticamente obriga-o a ceder em seu favor. Meta o terço em qualquer situação: em cruzamentos perigosos, ao entrar em vias rápidas, quando quiser passar à frente de algum otário, enfim, meter o terço lhe garante vantagem indiscutível. É possível que às vezes ocorra uma pequena batida, coisas da vida. Se bater saia do carro e comece a bater papo com o outro baiano. Vocês acabarão descobrindo que são parentes ou que têm amigos em comum: “Você num é irmão do Tinho? Não, sou primo. Rapaz, cê parece dimais com ele, é escrito e escarrado. Como tá Inha, cunhada do Tinho?”

5ª Lição: Emparelhar. Fique sempre ao lado de algum carro. Se ele acelerar, acelere também. Se reduzir a velocidade, reduza e permaneça “emparelhado”. Emparelhar deixa o baiano seguro. Vá juntinho, melhor seguir acompanhado. Se atrapalhar quem vem atrás não se avexe, quem quiser passar que passe. É isso mesmo, às vezes a oitenta por hora, ou a vinte, os baianos adoram andar emparelhados… e só Deus sabe o motivo.

6ª Lição: Dois Dedos. Dois dedos é a distância normalmente mantida por um bom motorista baiano do carro da frente. Colado, bem juntinho. Achamos que assim é possível aproveitar ao máximo o espaço disponível em nossas ruas. Outra vantagem em manter dois dedos do carro da frente é mostrar que estamos com pressa, que o carro da frente deve se apressar. Não importa se o motorista da frente não está atrasado como um bom baiano. O que importa é seguir colado. Não se perca, siga sempre a dois dedos do carro da frente.

7ª Lição: Fila é Para Otário. Em qualquer conversão, onde normalmente só caberia um carro, nós baianos fazemos a fila dupla, tripla, às vezes dá até para a quarta fila. Nunca espere o leso que está aguardando pacientemente a conversão, fila é para otário. Passe à frente, meta o terço, tome a preferência da conversão à força. Quem quiser que buzine.

8ª Lição: Buzina no Sinal Verde. Nós, baianos, há muitos anos disputamos o campeonato de acionamento de buzina após a abertura do sinal. Aguarde o sinal verde com as duas mãos prontas para acionar violentamente a buzina do seu carro. O recorde é de Toinho, irmão de Ninha, dois centésimos de segundo após a luz verde. Capriche na buzina, rápido, mesmo que você esteja sem pressa, mesmo que buzinar não faça nenhum sentido.

9ª Lição: Lixo no Carro Não. É, é isso mesmo que você forasteiro está pensando. Nos nossos carros baianos não pode ter lixo. Vai tudo pela janela: latinha de cerveja, fralda suja, palito de picolé, ponta de cigarro, garrafa pet. Somos muito asseados, lixo no carro não. Quem quiser que varra a rua. Acostume-se e, se do carro da frente for jogado algum objeto grande, desvie sem reclamar.

10ª Lição: O Retorno É Aqui. Nas ruas de Salvador é possível retornar em qualquer lugar. Gire o volante e, se couber, ótimo. Se não “deu jogo” dê uma rezinha rapidinha e complete a manobra. Quem quiser que espere ou se bata. Quem procura retorno é otário. Não se assuste de depois da curva der de cara com uma D20 atravessada na pista, manobrando para retornar a dez metros do retorno correto.

Boa sorte no trânsito de Salvador. Antes que eu esqueça: para dirigir em Salvador você não precisa, necessariamente, olhar para frente. Converse olhando sempre para o carona. Fale ao celular, leia, procure coisas no porta-luvas, enfim, descontraia, crie você mesmo suas regras de trânsito.”


Salve galera!

Fiquei lisonjeado  com a quantidade de “parabéns” que ouvi no dia do aniversário da minha terra natal, ta ai mais um fato de cordialidade baiana, agora, vai comentar em Bsb que é aniversário de outra cidade…

Como dizem aqui, “sê vai vê a miséra  que vai ser!”


Salve galera!

Estava eu acompanhando esse momento de caos gerado pelas chuvas e pela total falta de planejamento do governo aqui em Salvador, quando me deparo com essa foto no jornal, e o pior, não comentada com sua importancia:

Agora pergunto a vocês, eu to doido? Porque eu juro que eu to certo, ISSO É UM JACARÉ!!!

Fonte: http://www.atarde.com.br/fotos/index.jsf?id=2242480#10

No fundo da folia

9 março, 2010


Bom, o Carnaval oficial já acabou, teve muita gente se divertindo, muita cerveja, e… advinha onde foi parar tanta lata de cerveja?


Foto: Francisco Pedro – Mais aqui…

Notícia oficial: http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=1413799


É interessante como até hoje os posts da professora toda enfiada dançarina estão vivos aqui no Perdido. nunca achei que uma bunda ia render tanta coisa por tanto tempo

Bom galera, to vivo, ainda em Salvador, ainda o melhor amigo do google maps, e depois de tomar um chá de vergonha na cara decidi que era hora de dar continuidade a essa joça ao Perdido.

Vamo nessa… miseeeeeeraaaa!


Grande verdade:

Off:  To meio sumido mesmo… falta de tempo… mas aos poucos vamos recuperando o ritimo.

Caos

9 setembro, 2009


Entrando no terceiro dia de terror em Salvador, até agora o governo diz que não precisa da segurança nacional (veja aqui), enquanto isso, hoje tem jogo da seleção e a cidade cheia de imprensa, nacional e internacional, dai eu me pergunto, a facção que se intitula Comissão de Paz e promove o caos vai ficar quieta?

Desde o dia 7 ja foram 7 ônibus incendiados, com e sem gente dentro, 6 módulos policiais atacados e alguns incendiados, além de vários pontos de troca de tiros entre polícia e ladrão, iniciados pelo ladrão por incrível que pareça. (notícia completa aqui)

Bom, juntando o transito quase caótico com essa violência no stop repentina e o S no inicio da cidade, to até pensando em mudar o nome do blog para “Perdido em São Paulo” ou “F$#!#@ em Salvador”.

Resumindo: Nesse verão, vá para o Recife, Fortaleza, João Pessoa ou até pro Rio de Janeiro.

Perdido em Salvador, direto do Bunker improvisado.

Sabado em casa…

15 agosto, 2009


É dia de?

Feijoada Baiana

 

 

 

 

 

 

 

 

Feijoada Baiana, feita por uma baiana, na casa da minha baiana.
Ó paí ó!!! Deeeliiiciiaaa!!!

depois do desmaio pós feijoada voltaremos a programação normal…

TranSalvador

14 agosto, 2009


Vocês lembram da SET? Aquele orgão inútil de Salvador que deveria controlar o transito, Agora (agora não, a uns meses) ela virou TranSalvador, mas a putaria continua a mesma, um dia qualquer da semana passada, estava eu indo trabalhar, passo por um cruzamento um pouco movimentado que sempre tem um barbeiro que para em cima da faixa de pedestres ou simplesmente fura o sinal vermelho na cara dura.

No outro lado da pista, estava um guarda da TranSalvador (inclusive ele fica lá quase todos os dias, ou tomando café e olhando as bundas que passam, ou conversando sobre as bundas que passam e o Baêa…), e mais uma vez um barbeiro atravessou a faixa com o sinal vermelho, ja no meio do povo, e mais uma vez a lesma o guarda não viu nada, ja irritada com tudo isso, uma mulher foi até o guarda e disse:
– “Venha cá mô fí, você num viu a disgraça du carru passano na sinalera vermelha não é? Ele quase atropela todo mundu!”
E o guarda, tomando seu café olhando pro outro lado do mundo:
– “Não vi nada disso não.”
Agora realmente indignada a mulher começa a andar e diz:
– “Por acaso você é pagu pra ficá ai o dia todu tomano café é? Se enxergue e preste atenção no seu trabalho viu? Invez de ficar ai o dia todu olhano po nada!”

O guarda continuou com a cara de quem não ta nem ai e dá mais um gole no café.

Detalhe: Nunca mais ví o guarda.


Salve galera!

Essa semana faz exatamente 2 anos que estou perdido na terra da felicidade, do acarajé e dendê.

Temo que depois de “tanto tempo” nessa cidade, eu não queira mais voltar para BSB…

Bom, o Pinico’s Fest ta chegando.. depois da ressaca conto mais novidades sobre a cidade do Sol!

Bom feriado!


Salve galera!

Bom, de 600 pessoas que viram o post, o Perdido só recebeu uma unica inscrição.
Então só pra formalizar, a vencedora do Concurso que vai receber em casa inteiramente grátis o DB é Marjore 

A contribuição dela:

“Porque Salvador é:

S ol
A mor
L adeira
V atapá
A carajé
D endê e
O melhor carnaval e os
R eis + lindos do mundo!”

Marjore meu bem! Em breve ta chegando ai!


Sexta-feira (10/04) toca o telefone:

Perdido: “Alo!”
Alguém: “Perdido, não vai rolar de ir pra sua casa não.”
Perdido: “Uai, porque?”
Alguém: “Ô véi, comé que eu saio de casa com essa chuva toda que ta caindo? ta tudo alagado na cidade.”
Perdido: “Chuva?! Que chuva? Perai um instante” (Olho no céu, tudo claro, olho o termometro, 34° como sempre) “Cara, não ta chovendo, pelo contrário, ta um calor de matar”
Alguém: “Cê é doido é? Ta tudo alagado aqui no Lucaia! Só da pra sair de casa de barco!”
Perdido: “Lucaia alagado?! Ta bom véi, ta bom, fazer o que, depois te ligo, abraço.”

Ignorei a informação da chuva, primeiro porque a pessoa é enrrolada e segundo porque o Lucaia não fica nem a 10km de distancia da minha casa, pela lógica, se chove 30mm no Lucaia tem que chover na minha casa.

Mais tarde assistindo ao BA-TV: “Chuva em salvador alaga lojas e casas, em 2 horas choveu mais de 30mm em Salvador…”

ô cidade doida…

Temperatura amena.

3 abril, 2009


Qualquer pessoa de fora que chega em Salvador no verão, logo acha perfeito essa temperatura de 38°, até porque como tudo é novidade, a pessoa ainda tem tempo de ir à praia, não pega ônibus lotado e não sai de casa cedo com a porra do sol a 34° as 7 da manhã na cabeça.

Mas esse calor que antes era maravilhoso e ainda mais um “aperitivo” se torna o seu maior vilão. Quando eu morava em Brasília, odiava a chuva e o tempo frio, achava tudo isso uma grande sacanagem dos céus, Mas hoje, depois de meses sem saber o que é uma gota d’água cair dos céus, aturando 34° (é, TRINTA E QUATRO GRAUS!!!) durante a madrugada no apartamento, finalmente São Pedro resolveu abrir a grande torneira que provavelmente estava quebrada que paira sobre Salvador.

Mas ai aparece um conflito: Hoje em dia eu adoro a chuva, mas Salvador alaga com chuva, cai encosta, carro cai dentro do famoso Dique do Tororó, o engarrafamento diário que ja é grande fica gigante, e eu me pergunto, “Será que é melhor cozinhar e não ver tanto sofrimento inclusive não sofrer dentro do ônibus, ou é melhor deixar que o mundo se acabe debaixo d’água e demorar 3 horas pra chegar em casa?

————————————————

Perdido ressalta: Não se esqueçam de participar do Concurso!


Salve queridos e assiduos leitores!

Refletindo sobre as dúvidas e curiosidades de alguns de vocês, cheguei a uma conclusão (que bom né, imagina refletir pra não pensar em nada…), o Perdido (yo) vai enviar para você, um Dicionário de Baianês, de Nivaldo Lariú, que mapeou as principais girias da Bahia e juntou a porra toda tudo em um livreto que realmente não cabe no bolso de bolso.

dicionariobaianes

Para participar é extremamente fácil! Basta responder a pergunta: “Porque você quer vir em Salvador?” E não ser morador da  Bahia.*¹

A resposta mais criativa leva o livreto um autógrafo do Perdido e uma fitinha do Senhor do Bomfim.

As respostas devem ser enviadas para o e-mail: blogperdidoemsalvador@gmail.com até o dia 13 de abril, as 3 melhores serão botadas em votação aqui no Perdido por 5 dias.

Boa sorte!

*¹ Promoção não válida para moradores do estado da Bahia, pois ter um dicionário da própria terra é falta de vida social, vá pra rua! Saia de casa! Viva e interaja com as pessoas.


Totalmente desacostumado com a febre de futebol local, ja que em brasília nem 5% da população torce pros times locais, outra coisa que me chamou atenção em Salvador foi a febre da população por seus times, Jaia Bahia e Vicetória Vitória, principalmente a febre pelo Bahia, já que fora de Salvador esse time praticamente não tem adeptos e nem ibope.

Um confronto entre os 2 times, resulta na mobilização de boa parte da cidade para assistir o jogo, contingente policial extra, esquema de transito, ônibus extra e incrivelmente pouca violência.

Um certo dia, lá fui eu cortar a juba o cabelo, num bairro de classe média alta, salão cheio de mulheres e só eu de homem, quando entrei, pensei: “Vamos ver como as baianas fofocam no salão”, e logo vem o choque, a tv ligada, com o volume bem alto, transmitindo um jogo do Bahia, e só 7 mulheres la dentro! Todas concentradas, olhando pra televisão (ou escutando), quando uma vira e fala: “Vaaaaii viaaadoooooo!!! Chuta essa porraaaa!!!”, o atacante chuta e o faz gol, elas gritam, chingam, a manicure para de trabalhar pra rever o lance, a cliente que estava fazendo escova vira para olhar pra televisão, e eu la, me sentindo em outro planeta, sentado totalmente sem reação, não ri, não comemorei (claro ne), não expressei nada, alem do meu choque em ver aquela cena, 7 mulheres reagindo como 7 homens.

Moral da história: Na bahia, quem deixa de fazer sexo pra assistir jogo não é só homem, mas as mulheres também!
Isso me lembra uma coisa: “Qué uma Skol?”

Eu vou!

17 março, 2009



Esta eu em casa ontem… olhando a vida pela janela do terceiro andar as 11hs da noite, quando um cara que estava parado conversando na portaria do predio vê uma morena maravilhosa do outro lado da rua, ao lado de um carro acenando para ele, dai ele olha para todos os lados, abre um sorrizo enorme, estufa o peito, e diz: “O que? Eu?! Você tem certeza?”, e ela balança a cabeça dizendo sim e sorri com graça, ele sai para atravessar a pista e como quem se sente em uma cena de filme, anda todo cerelepe em direção a moça, chega nela, e diz: “Diga minha linda”, ela: “Pô véi, eu nun to conseguino abri essa porra dessa porta, abre pra mim?”, deu até pra notar o cara murchando que de cabeça baixa abriu a porta do carro e ainda segurou a porta pra ela entrar, ela entra no carro, liga, engata a ré, e sai sem dizer tchau (se fú).

Moral da história: Quando uma mulher maravilhosa te chamar na rua, é porque você tem cara de mecanico ou de manobrista, uma fantasia continuará sendo uma fantasia.


Salve amados caros leitores!

Nesse carnaval fui convidado para assistir o Palco do Rock, que está comemorando 15 anos de realização, e ao meu ver, de desrespeito ao proprio publico, calma, antes de xingarem o perdido, fecharem essa janela e jurar nunca mais ler esse blog, prestem atenção nos motivos e fatos:

Foi a primeira vez na minha vida que vi um grande festival de rock a céu aberto! Não tinha nem uma grade de proteção, nem entrada, nem revista, nem segurança, mal tinha policia, e ainda por cima tinha um conteiner lotado de lixo ao lado do palco, resultado disso: Assaltos dentro do festival, porrada e espancamento gratuito de várias pessoas, pessoas armadas, ameaças de morte, e por que não comentar o caso que ouvi sobre o cara que morreu esfaqueado a 2 anos atras no Palco do Rock, das centenas de pessoas que simplesmente não vão mais porque ja foram assaltadas, espancadas, ou simplesmente estão cansadas de ver a violencia provocada pela falta de cuidado dos organizadores desse evento, que mostraram como se fazer uma péssima distribuição de verba e por em perigo o publico.

Por mais das boas bandas que tocaram (nada contra as bandas, inclusive tudo a favor as bandas!), me senti meio chocado com tudo o que vi, parecia mais um show de axé do que de rock de tanta porrada que vi.

Depois os mesmos organizadores que jogam seu publico a mercer da violencia, dizem por ai que é dificil ter apoio ao rock em Salvador, CLARO! Com organizadores desse tipo quem gosta de apoiar? Melhor deixar a galera em casa do que botar na rua pra apanhar ou morrer.

Espero que a organização do Palco do Rock ponha a mão na cabeça, e comece a valorizar seu publico, comece a cuidar dos filhos do rock, pois para um evento que recebe verba do governo estadual e dos patrocinadores do carnaval de Salvador, não ha desculpas para tamanha falta de vergonha na cara, de deixar todos ao sofrimento e caus urbano.


Recebido por e-mail:
Um estudo recente conduzido pela Universidade Federal de São Paulo mostrou que cada brasileiro caminha na média 1.440 km por ano.
Outro estudo feito pela Associação Médica Brasileira mostrou que o brasileiro toma 86 litros de cerveja por ano, em média.
 
Isso significa que o Brasileiro faz 16,7 km por litro!

Isso me deixa muito orgulhoso de ser Brasileiro!!!

Me lembrou o Recomendo com Cerveja! Inclusive abram uma antes de ler, posts gigantes né Jovas?

OBRIGADO VINI!

17 novembro, 2008


Se você não tivesse publicado isso , talvez hoje eu seria um blogueiro morto.

 

Conheçam o:
Morando Sozinho

Tô vivo!

17 novembro, 2008


Bom galera,  to de volta!
Desculpem-me pela sumida, a vida tava meia apertada… mas agora sobra tempo.

 

Voltei

 

 

E vamo nessa mô Pai!

 

Alguem ai sabe o que é uma “estrada de fósforo”?

Eleição o mundo muda…

23 outubro, 2008


 

Aqui em Salvador ainda estamos em eleição, e como é de praxe em todo o Brasil, o prefeito só decide trabalhar nessa época, arrumando as vias e botando policia na rua, em 3 dias ja presenciei 3 cenas cotidianas da policia fazendo o que deveria fazer o tempo todo: prendendo bandidos e combatendo o crime, o que mais me chama atenção, é o novo método de blitz para pedestres (ou quase isso) que a PM-BA vem fazendo, em uma esquina, ficam de 4 a 8 policiais só observando o movimento, entrou na rua e tem cara de bandido? Ja ganha um tapa na cabeça e um “bacú” (revista) pra ficar esperto.

Ontem por exemplo, estava eu a caminho do trabalho, quando ví um policial correndo com uma pistola na mão apontada pra qualquer um que esteja na frente e gritando: “Para! para! paraaa! eu vou atirar!!!” E então prende um cidadão (o cidadão tinha quase 2mts de altura e no minimo uns 90kgs) que acabou de roubar a bolsa de uma senhora, uma das coisas que eu gosto em Salvador, é a sutileza da policia local, pra que pedir pra encostar no muro? Pra que falar educadamente pra ajoelhar-se? Se você ja sabe que aquele infeliz roubou mesmo, enfia a mão nele! Pois em menos de 10 segundos ja tinham 4 policiais ensinando ao infeliz que não se deve roubar ninguem (fiquei com pena da grade que recebeu varias cabeçadas do meliante), e apanhou até contar onde estava o seu comparsa que conseguiu fugir (e com certeza passou o resto do dia apanhando).

O meio termo de tudo isso, é que mesmo com uma policia agressiva, Salvador tem um nivel de criminalidade absurdo, de assaltos até asssassinatos, por droga ou só porque você está sendo assaltado e não tem nem 1 real pra dar pro assaltante.

Mas é isso ai, pelo menos agora, a prefeitura trabalha (até o dia 25 é claro, depois volta ao marasmo).

Dica do Perdido: Nunca ande com menos de R$10 em Salvador, ou então seja esperto como eu.

Salvador, para se divertir.

13 outubro, 2008


Recebi por e-mail uma colaboração que mais parecia um post do Recomendo com Cerveja de tão grande, por isso resolvi reduzir ao ponto de que, se alguém quiser saber mais detalhes, só nos comentários ou via e-mail.

Salvador, para se divertir:

Divisão Física: Salvador se divide entre Cidade Baixa e Cidade Alta.

Divisão Química: Salvador é composta por átomos de Hidrogênio, Axé e Dendê.

Clima, Vegetação e Hidrografia: Em Salvador, só faz calor. Há apenas duas estações: o verão e a de trem. A vegetação da cidade consiste em coqueiros. O principal rio chama-se Cocô Beach, e fica no bairro Costa Azul.

Cultura: Não se pode esquecer que Salvador sedia a maior manifestação cultural popular do mundo: o carnaval. É nessa época que o soteropolitano gasta a energia do ano todo, correndo atrás do trio, correndo atrás de mulher ou correndo da polícia. O carnaval é tão importante para o baiano que, para não ter que esperar um ano inteiro, já se inventou uma série de festas como Festival de Verão, BonfimLight, Babado Elétrico, Trivela, Ensaio Geral, Piu-Piu, 02 de julho, Lavagem de Ondina, Lavagem do 5.000 Becos e muitas outras lavagens.

Língua: Em Salvador é falado o Baianês, que conta com seu próprio alfabeto: A Bê Cê Dê É Fê Guê H I Jê Lê Mê Nê O Pê Quê Rê Si T U V X Z. Ao contrário do que muitos pensam, o Baianês não é falado lentamente, mas sim cantado. Não existe também o gerúndio: o ‘d’ é excluído no ‘ndo’, o que resulta em ‘falano’, ‘correno’, ao invés de falando e correndo. A letra G (fala-se Guê), também não é usada na maioria das frases, quanto tem som de J (Jê), dando lugar ao R (Rê). Simplificando: A gente – fala-se ‘Arrente. ‘Mas, em alguns casos, também a letra S pode ter o som de R (Rê), de forma que a frase ‘As camisas das mulheres’ vira ‘Ar camisa dar mulé.’

Transportes: Os soteropolitanos contam com um sistema de transporte público extremamente pontual que nunca se atrasa para o dia seguinte. O metrô, por exemplo, até agora nunca teve nenhum caso de atraso, a não ser os 10 anos de obra, ainda não concluídos. Salvador também tem o único metrô que passa por cima da cidade ao invés de por baixo (alguns dizem que a Disney está querendo comprá-lo, pois é a maior montanha russa do mundo.), além dos seus 10kms de percurso.

Moda: Salvador é a única cidade em que o Reveillon está sempre na moda. Todo mundo veste branco o ano inteiro, a não ser no carnaval, quando a única vestimenta usada é o abadá. Lojas de moda não lucram em Salvador, pois os ingressos das festas já vêm com a camisa.

Economia:
Só se sabe que o baiano nunca tem dinheiro para nada. Mas sempre sobra pra bebida, Carnaval e São João.